Notícias

Agosto Lilás: Unindo Forças Contra o Feminicidio

O Agosto Lilás é um período de extrema importância na conscientização e combate à violência contra a mulher, com foco especialmente no feminicídio. Recentemente, os dados têm revelado um alarmante aumento nos casos desse crime brutal, o que torna ainda mais urgente a necessidade de mobilização e ação para reverter essa tendência preocupante.

Segundo relatórios e pesquisas realizadas por instituições governamentais e organizações não governamentais, os números de feminicídio têm apresentado um crescimento significativo em diversos países ao redor do mundo. Essa escalada de violência coloca em evidência a persistência de uma cultura patriarcal e machista, que continua a desafiar os esforços de proteção e empoderamento das mulheres.

No contexto do Brasil, por exemplo, os dados mais recentes apontam para um aumento alarmante de casos de feminicídio. As estatísticas mostram que as mulheres estão sendo assassinadas por motivos relacionados ao gênero, o que evidencia a gravidade do problema e a necessidade de ações mais assertivas por parte das autoridades e da sociedade em geral.

Além do crescimento dos casos de feminicídio, é fundamental destacar a estimativa de subnotificação desses crimes, que pode ser ainda maior devido a diversos fatores, como medo de denunciar, falta de confiança no sistema de justiça e até mesmo estigma social. Portanto, a realidade pode ser ainda mais grave do que os dados oficiais apresentados.

O Agosto Lilás surge como um momento de reflexão e mobilização para conscientizar a população sobre a gravidade da violência contra a mulher, bem como para incentivar a denúncia de casos de agressão e a busca por ajuda. É essencial que a sociedade, em conjunto com as autoridades, trabalhe de forma incansável para implementar políticas públicas efetivas que protejam e empoderem as mulheres, além de investir em educação e desconstrução de padrões machistas que alimentam a cultura de violência.

Portanto, é imprescindível que todos se unam em prol de um objetivo comum: a erradicação do feminicídio e de toda forma de violência de gênero. Somente através de uma abordagem abrangente e integrada será possível enfrentar esse desafio e construir uma sociedade mais igualitária e segura para as mulheres. O Agosto Lilás é um lembrete poderoso de que a luta contra o feminicídio e a violência de gênero deve ser contínua e incansável, em busca de um futuro mais justo e digno para todas as mulheres.

Compartilhe

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Filie-se

Além de apoio e representação trabalhista, filiando-se ao Sintropatos o trabalhador tem acesso inúmeros benefícios para si e seus familiares, como convênios na área da saúde, educação e vários outros.

Atenção!

Com base nas disposições contidas no Artigo 8º, Inciso IV, da CF, no Artigo 513, alínea “e”, da CLT, e, nos termos da Tese de Repercussão Geral – Tema 935 do STF (Supremo Tribunal Federal) ARE 1018459 ED/PR, e nas disposições contidas na Convenção nº 98 da OIT, e, Orientação nº 13 da CONALIS, do MPT.

“ORIENTAÇÃO N. 13 – CONTRIBUIÇÕES SINDICAIS. OPOSIÇÃO. ATO OU CONDUTA ANTISSINDICAL DO EMPREGADOR OU TERCEIRO. ATUAÇÃO DO MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO.

I – O ato ou fato de o empregador ou de terceiro de coagir, estimular, auxiliar e/ou induzir o trabalhador a se opor ou resistir ao desconto de contribuições sindicais legais, normativas ou negociadas, ou de qualquer outra espécie, constitui, em tese, ato ou conduta antissindical, podendo implicar atuação do Ministério Público do Trabalho.

II – O ato ou fato de o empregador exigir, impor e/ou condicionar a forma, tempo e/ou modo do exercício da oposição, a exemplo de apresentação perante o departamento de pessoal da empresa ou de modo virtual, também constitui, em tese, ato ou conduta antissindical, pois se trata de decisão pertinente à autonomia privada coletiva.”

https://mpt.mp.br/pgt/publicacoes/orientacoes/orientacao-no-13-contribuicao-sindical-oposicao-ato-antissindical/@@display-file/arquivo_pdf